segunda-feira, 13 de maio de 2013

Flor de Laranjeira

 
 





A alegrar a primavera
Nasceu mais uma florinha,
Ontem ainda em botão,
Já prometes a frutinha!
 
 
De manhã logo te vi
Minha flor de laranjeira,
Miniatura que me encanta
Entre irmãs és a primeira.

 
Branca, pura, perfumada,
Será breve o teu viver,
As pétalas a cair
Logo o fruto a aparecer.

 
Outros botões a espreitar,
A prever mais floração
Junto aos macios citrinos,
Milagre da Criação.
 
 
Também há as folhas novas
Crescendo rapidamente,
São de um verde mais aberto
A rematar livremente.
 
 
E a laranjeira-mirim
Se prepara, preciosa
Jóia que Deus ofertou
Com seu Amor, radiosa.
 
Maria da Fonseca



3 comentários:

  1. Olá, Maria da Fonseca!

    É linda essa flor em botão
    Como lindo é o poema
    Era bem capaz de apostar
    Que a Maria até fala com ela...

    Poetisa da natureza,cheia de sensibilidade.

    Bom restinho de semana; um abraço amigo
    Vitor

    ResponderEliminar
  2. Linda, linda, esta Flor da Laranjeira! Que encantada ficaria a laranjeira-mirim se soubesse ler e pudesse apreciar a bela Poesia que inspirou : ) Mas, realmente, talvez possa ouvir a poesia, não é verdade?
    Mil beijos,
    Ilona

    ResponderEliminar
  3. Depois do comentário do Vitor e de sua filha que posso
    eu dizer? Que subscrevo totalmente o comentário de sua
    filha.
    Beijinhos, amiga.
    Irene Alves

    ResponderEliminar